Desde Junho de 2013, sã0 já mais de 50 os navios de +18 300 TEU em operação. O mais recente, e o maior também, é o OOCL Hong Kong. A Alphaliner fez o retrato da evolução recente destes gigantes dos mares.

Mega-navios

A Maersk Line deu o mote, vai para quatro anos, com o primeiro dos seus Triple-E a marcar um novo paradigma no mundo dos navios porta-contentores.

Desde então, a CSCL, a MSC, a UASC, a MOL, de novo a Maersk, e, na semana passada, a OOCL embarcaram na aventura de fazer navios cada vez maiores, jogando tudo, ou quase, na eficiência de custos prometida pela enorme capacidade de transporte. Até ao momento, foram entregues 54 destes ULCC e outros 51 deverão ser alinhados nos próximos dois anos. Só a Maersk Line contará, no total, 31.

Entre o primeiro Triple-E e o OCCL Hong Kong, a capacidade de transporte destes navios cresceu mais de 3 000 TEU, de 18 340 para 21 413 TEU. E todavia as suas dimensões exteriores pouco se alteraram, com os comprimentos a mediarem entre os 395 e os 400 mnetros e as larguras a fixarem-se nos 58.6-59 metros.

Os ganhos de capacidade têm sido, assim, conseguidos, essencialmente, à custa de pormenores de design, como os relacionados com a localização da ponte ou da casa das máquinas.

 

 

 

Este artigo tem 1 comentário

  1. luis pereira

    ALGUÉM INFORME A SR. MINISTRA DO MAR, que em Portugal depois da mediatizada e tão badalada reforma dos portos (fica tudo na mesma !) apenas 1 TERMINAL DE CONTENTORES VAI RECEBER PORTA-CONTENTORES ACIMA DOS 15.000 TEU, TERMINAL XXI DE SINES, ou seja fica tudo na mesma, pela simples razão que a ENG. ANA PAULA VITORINO VAI ENQUANTO MINISTRA FAZER O MESMO QUE FEZ ENQUANTO SEC. ESTADO DOS TRANSPORTES OU SEJA ZERO 0000 NADA !!!! ASSIM PASSAM MAIS 10 ANOS SEM FAZER AS REFORMAS DE QUE PORTUGAL PRECISA, É TUDO MENTIRA NESTE GOVERNO, VERGONHA !

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>