A Cosco Shipping Ports continua a reforçar o seu portefólio de terminais de contentores. Agora acordou a compra do terminal de APM Terminals em Zeebrugge.
APMT-Zeebrugge

A Cosco já detém 24% do terminal. A maioria de 51% é controlada pela APM Terminals. Os restantes 25% estão nas mãos da chinesa SIPG (de que a Cosco é uma das principais accionistas).

A APM Terminals iré agora comprar a posição da SIPG para depois vender os 76% à Cosco, que assim passará a deter 100% do terminal. A operação terá ainda de ser aprovada pelas autoridades competentes e só deverá ficar concluída num prazo de três a quatro meses.

As partes não revelaram os valores em cima da mesa para o negócio. O terminal de Zeebrugge foi inaugurado em 2006 e tem capacidade para um milhão de TEU anuais.

“A nossa decisão de alienar Zeebrugge reflecte a nossa estratégia de concentração em activos principais de longo prazo”, justificou, citado em comunicado, Wim Lagaay, responsável pelo portefólio da APM Terminals nos EUA e na Europa.

No início deste mês, a Cosco Shipping Ports recebeu a “luz  verde” da autoridade espanhola da Concorrência para comprar a maioria da Noatum Ports, numa operação de 203 milhões de euros anunciada em Junho passado. Pela mesma altura, a companhia chinesa, que já detém o porto grego do Pireu, comprou 15% da SIPG, que detém o exclusivo dos terminais de Xangai, num investimento de 2,8 mil milhões de dólares.

 

 

Os comentários estão encerrados.