A International Container Terminal Services (ICTSI) registou receitas de 603,7 milhões de dólares (514 milhões de euros) nas operações portuárias no primeiro semestre de 2017, um aumento de 10% em relação aos 550,8 milhões (469 milhões de euros) do mesmo período do ano passado.

ictsi

Os resultados da companhia (ainda não auditados) revelam também um EBITDA de 289,7 milhões de dólares (246,7 milhões de euros), mais 13% do que os 257,5 milhões (219,3 milhões de euros) do primeiro semestre de 2016. Já os resultados líquidos atribuíveis aos accionistas foram de 103,6 milhões de dólares (88,2 milhões de euros), 19% superiores aos 87,3 milhões (74,3 milhões de euros) na primeira metade de 2016.

Em termos de volumes movimentados nos seus terminais, a ICTSI reporta 4 545 405 TEU nos primeiros seis meses de 2017, valor 7% superior aos 4 264 633 TEU do período homólogo do ano passado.

O aumento dos volumes é justificado pela companhia pela melhoria contínua no comércio global, em particular nos mercados emergentes; pela manutenção da aceleração nas operações da ICTSI em Baçorá (Iraque), aos novos serviços em Manzanillo (México) e pelos novos terminais em Matadi, República Democrática do Congo, e Melbourne. Excluindo os novos terminais, o volume consolidado aumentou 5%, de acordo com a companhia.

Crescimento no segundo trimestre

Na análise do segundo trimestre do ano, o relatório provisório da ICTSI indica uma subida de 8% na receita das operações portuárias, de 284,3 milhões dólares (242 milhões de euros) para 306,5 milhões (261 milhões de euros). O EBITDA foi superior em 5%, tendo atingido 142,7 milhões de dólares (121 milhões de euros) entre Abril e Junho de 2017, contra 135,5 milhões (114,4 milhões de euros) há um ano.

O resultado líquido atribuível aos accionistas foi de 51,9 milhões de dólares (44,2 milhões de euros), mais 15% do que 45,1 milhões (38,4 milhões de euros) do segundo trimestre de 2016. Não obstante, excluindo o ganho único na rescisão do contrato de subconcessão na Nigéria, o resultado líquido atribuível aos accionistas teria caído 2% no segundo trimestre de 2017.

No que se refere aos volumes no trimestre findo em 30 de Junho de 2017, o resultado foi melhor 3% em relação ao período homólogo, de 2 210 994 TEU para 2 272 758 TEU.

 

 

Os comentários estão encerrados.