As companhias de transporte marítimo de contentores arriscam  sofrer  este ano perdas de 10 mil milhões de dólares, prevê o CEO da SeaIntelligence Consulting, Lars Jensen, numa nota hoje divulgada.

Solas - Contentores

Aquele especialista lembra que 13 das 20 maiores companhias mundiais do sector acumularam perdas de 2,5 mil milhões de dólares (2,2 mil milhões de euros) no primeiro semestre do ano e que o prejuízo total das 20 deverá rondar os quatro mil milhões de dólares (3,5 mil milhões de euros).

“Os resultados pioraram claramente do primeiro para o segundo trimestre de 2016, logo, se as condições de mercado não mudarem substancialmente, o sector pode registar prejuízos de oito a 20 mil milhões de dólares [7,1 a 17,7 mil milhões de euros] no ano completo de 2016”, perspectiva Lars Jensen, citado pela assessoria de imprensa.

As previsões da SeaIntelligence Consulting são ainda mais preocupantes do que da Drewry. A consultora antecipou, num relatório publicado este mês, prejuízos globais de cinco mil milhões de dólares (4,4 mil milhões de euros) para o sector do transporte marítimo de contentores no ano em curso.

Ainda segundo a Drewry, as companhias marítimas de transporte de contentores estão em rota para 29 mil milhões de dólares de receitas este ano, que assim será o pior para a indústria desde 2009. Tudo por causa da fraca procura e do excesso de oferta de capacidade que corroem as tarifas.

 

 

 

 

Os comentários estão encerrados.