A greve dos trabalhadores portuários em Lisboa vai ser prolongada até 16 de Junho, anunciou o presidente do sindicato dos estivadores, António Mariano.
Porto de Lisboa

A paralisação, iniciada a 20 de Abril, deveria terminar no próximo dia 27, depois de vários prolongamentos. “Esta greve dos estivadores vai ser prolongado até 16 de junho”, disse António Mariano, ontem à noite, na “SIC Notícias”.

Os estivadores estão a fazer greve a todo o trabalho suplementar em qualquer navio ou terminal, isto é, recusam trabalhar além do turno, aos fins de semana e dias feriados.

No passado dia 28 de Abril, o Ministério do Mar decretou serviços mínimos nos portos nacionais, mas até ao momento essa medida teve reduzido impacte, mantendo-se o porto da capital praticamente parado.

Em causa está o desacordo entre operadores e trabalhadores portuários sobre a renegociação do Contrato Colectivo de Trabalho.

 

This article has 2 comments

  1. Incrivel que ainda não foram presos, despedidos e substituidos por pessoas que querem trabalhar. Assim o país vai a falencia. ´´E obvio que a legislaçao tem que ser alterado. Proibir grèves de serviços essenciais como aeroportos , portos. Em nenhum país civilizado hã situaçoes destas. Solução imediata : exercito para o porto para acabar com o bloqueio. Incrivel que pretendem que é dificil de resolver quando ha tantos caminhos para acabar com isto de imediato.

  2. Tudo muito bonito…vamos para a greve… o meu ordenado ate nesta para ai umas 10x acima do ordenado minimo……. mais vale por todos dentro de um contentor e mandar para o mar alto…. pois ninguem merece ter que recebe-los…. entreguem aos privados que tudo funciona… leixoes e sines sao exemplo.