O britânico 3i Group alienou os 100% que detinha na Scandlines a um consórcio que integra a First State Investments e a Hermes Investment Management, e recomprou o equivalente a 35% da operadora de ferries.

 

O negócio avalia a companhia dinamarquesa em 1,7 mil milhões de euros e garante à capital de risco londrina uma mais-valia líquida de 347 milhões de euros.

Concluídas as duas operações, a First State Investments fica com 50,1% da Scandlines, a 3i com 35% e a Hermes Investment Management com 14,9%.

A Scandlines opera duas rotas de alta frequência entre a Alemanha e a Dinamarca (Puttgarden-Rødby e Rostock-Gedser). A frota da companhia é composta por oito ferries, que asseguram mais de 42 mil viagens por ano.

A 3i comprou 40% da Scandlines em 2007 e mais 10% em 2010. Em Novembro de 2013 adquiriu os restantes 50%, então detidos pelo Allianz Capital Partners.

 

 

 

Os comentários estão encerrados.