No ano passado, matricularam-se 371 073 pesados de mercadorias, mais 3,5% do que em 2017, divulgou hoje a ACEA.

Entre os principais mercados, França (55 463 camiões, +8,1%), Polónia (29 870, +8%), Itália (25 582, +5,1%) e Alemanha (94 404, +2,9%) incrementaram os volumes.

Na inversa, o Reino Unido recuou 4% para 52 468 matrículas e Espanha cedeu 2% para 24 178.

Em Portugal, verificou-se uma descida homóloga de 4,4%, para 5 133 camiões matriculados.

Em Dezembro, o mercado comunitário representou 26 328 comerciais de mais de 3,5 toneladas, menos 11,6% do que no mesmo mês de 2017.

Todos os maiores mercados da Europa baixaram as vendas face a Dezembro do ano anterior, com excepção para o francês (que também só subiu 1%). Quanto a Portugal, as 422 matrículas representaram uma quebra de 24,2%.

Ligeiros subiram 3,1%

As vendas de comerciais ligeiros (até 3,5 toneladas) na União Europeia totalizaram 2 058 775 unidades em 2018, mais 3,1% do que no ano anterior, ainda de acordo com a ACEA. Em Dezembro, contudo, verificou-se uma quebra de 4%.

O mercado francês, o maior de todos, avançou 4,6% e chegou às 457 753 carrinhas. No Reino Unido contaram-se 357 325 (-1,3%), na Alemanha 285 191 (+5,4%), em Espanha 214 553 (+7,8%) e em Itália 181 590 (-6%).

Em Portugal, a subida acumulada em 2018 foi de 2%, para 39 282 unidades. Sendo que só em Dezembro venderam-se 4 036 (-11,6%).

 

 

 

 

Comments are closed.