As negociações do Contrato Colectivo de Trabalho entre o SIMM e a ANTRAM estão a avançar mais devagar que o esperado por motoristas e sindicato.

“Há um pequeno avanço, mas ainda estamos muito longe” do que é pretendido pelo sindicato, disse o porta-voz do Sindicato Independente dos Motoristas de Mercadorias (SIMM), Anacleto Rodrigues, que falava aos jornalistas no final de uma reunião com a Associação Nacional de Transportadores Públicos, Rodoviários
de Mercadorias (ANTRAM), que decorreu em Coimbra e durou cerca de quatro horas.

“Temos a convicção de que se apresentássemos neste momento o que temos aos nossos associados, eles iriam rejeitar [o Contrato Colectivo de Trabalho]”, acrescentou.
afirmou.

De acordo com Anacleto Rodrigues, “já se percorreu um longo caminho” nas negociações, mas o processo “está a ser mais lento” do que era a expectativa dos motoristas e do sindicato.

Apesar disso, o porta-voz do SIMM vincou que quer o sindicato quer a ANTRAM querem manter as negociações para que “haja um resultado que, no fim, satisfaça as partes”.

Segundo o dirigente sindical, as questões mais complicadas de ultrapassar têm que ver com o pagamento do trabalho suplementar e com o descanso a que têm direito os motoristas que fazem as linhas internacionais.

“Essas são as duas questões que mais nos afastam neste momento”, frisou.

SIMM e ANTRAM deverão voltar a reunir-se a 4 de Outubro, em Lisboa, ou a 8 de Outubro, em Coimbra.

Tags:

Comments are closed.