A auto-estrada (AE) ferroviária Bettembourg-Barcelona arrancou na semana passada (19 de Fevereiro). É a primeira AE ferroviária a operar em solo espanhol.

À partida de Espanha, o transporte começa no terminal de Can Tunís, em Barcelona, seguindo pela linha de Alta Velocidade e pelo túnel Perthus para entrar em França. A tracção entre a cidade condal e Perpignan é realizada pela Renfe Mercancías. Na cidade francesa assume a tracção a SNCF.

A AE Espanha-Luxemburgo arranca com uma frequência de cinco comboios semanais em cada sentido, estando previsto que passe a seis a partir de Abril.

Cada comboio tem capacidade para transportar até 1 500 toneladas em composições mistas, ou seja, vagões para semi-reboques (70% do comboio) e vagões para contentores. Este serviço, aberto aos semi-rreboques P400 (quatro metros de altura), permite, segundo os promotores, economizar cerca de uma tonelada de CO2 por semi-reboque por viagem, o que equivale a uma economia anual de 23 070 toneladas de CO2.

Estima-se que 22 090 camiões sejam transferidos anualmente da estrada para a ferrovia com esta AE.

Para Thierry Le Guilloux, presidente da VIIA, a inauguração da nova linha entre Barcelona e Bettembourg, três meses depois da que liga Calais (França) a Orbassano (Itália), “destaca a força das AE ferroviárias na Europa”.

O executivo considera que “é também o reflexo de muitas colaborações, em particular com os parceiros espanhóis, com o objectivo comum de aumentar a quota do transporte multimodal no transporte de mercadorias”.

 

 

Os comentários estão encerrados.