A Suardiaz estará em vias de aplicar uma forte subida nas tarifas do tráfego ro-ro na Auto-estrada do Mar (AEM) entre Vigo e Nantes. Os transportadores rodoviários estão contra.

A notícia é avançada pelos media especializados do país vizinho. Segundo eles, os actuais 625 euros cobrados por semi-reboque ou caixa móvel embarcados estarão para aumentar 32%, para 825 euros, a partir de 19 de Janeiro, altura em que a companhia passará a assegurar uma terceira frequência naquela rota.

Na base da decisão, que ainda não é oficial, poderão estar os custos do alinhamento no serviço de um novo navio, e também os sobrecustos decorrentes da entrada em funcionamento da ECA (a zona europeia de baixas emissões de enxofre).

Contactados a propósito, os responsáveis pela Asentranspo, a associação dos empresários de transporte de Pontevedra, afirmam que ainda não receberam o novo tarifário a praticar pela Suardiaz na AEM Vigo-Nantes. Mas o provável aumento dos preços está a provocar mal-estar entre os transportadores rodoviários da Galiza.

Não só os empresários consideram o aumento exagerado como o acusam de injustificado, até porque a Suardiaz vai receber, ao longo dos próximos quatro anos, apoios de 30 milhões de euros por parte dos governos de Espanha e França, além da própria União Europeia, através do Programa Marco Polo. Transportadores de Pontevedra garantem, por isso, que não embarcarão os seus camiões nos ferries, caso a companhia avance com os aumentos.

Da administração do porto de Vigo, aponta-se como solução possível a oferta de bonificações para os transportadores que garantam um mínimo de carga rodada embarcada, mas do sector recordam que o estado actual do mercado não permite assumir antecipadamente tais compromissos.

Comments are closed.