A Comissão Europeia deu, finalmente, “luz verde” aos apoios estatais de Espanha e França à Auto-Estrada do Mar entre Vigo e Nantes, operada pela Suardiaz. Em causa estão 23 milhões de euros, a serem disponibilizados ao longo de cinco anos.

AEM Vigo-Nantes

A AEM Vigo-Nantes arrancou em Janeiro, com vários anos de atraso sobre o inicialmente previsto, depois do promotor inicial, a Trasmediterránea, ter desistido do projecto. A AEM Vigo-Nantes foi escolhida, conjuntamente com a AEM Gijon-Nantes, no âmbito de um concurso conjunto promovido pelos governos de Madrid e Paris.

Agora, Bruxelas colocou, ainda assim, a condição de que a ligação marítima operada pela Suardíaz não interfira com qualquer outro serviço semelhante entre ambos os portos, para não prejudicar as leis da concorrência na União Europeia.

A Comissão solicitou ainda que os 23 milhões do apoio para garantir a rentabilidade da linha não superem 35% dos custos do serviço.

Este subsídio será essencial para a manutenção da AEM, pois os resultados obtidos pela Suardíaz nos oito meses de operação já decorridos serão, de acordo com a comunicação social da Galiza, insuficientes para garantir o break-even.

Recorde-se que a AEM Gijon-Nantes foi suspensa pelo operador, a LD Lines, quando terminou o prazo da concessão dos apoios públicos.

 

 

Comments are closed.