Três anos depois do inicialmente previsto, o aeroporto de Beja foi finalmente certificado pelo INAC.

O processo de certificação foi dado por concluído anteontem, anunciou a ANA, pelo que a partir de agora o aeroporto alentejano está, finalmente, em condições de operar sem restrições.

Até aqui, a pouca actividade do aeroporto de Beja só tem sido possível sujeita a algumas restrições e mediante condições especiais acordadas com o INAC.

O processo de certificação envolveu, além da gestora aeroportuária, a Força Aérea Portuguesa.

O aeroporto alentejano poderá em breve conhecer um importante aumento de actividade, assim se concretizem os projectos de que se fala. Entre eles, estará o início da operação de cargueiros da UTi e, também, a operação de voos das linhas áreas de Cabo Verde, seja em ligações directas seja em escalas técnicas nas viagens com o Norte da Europa.

A criação de um cluster da indústria aeronáutica (envolvendo a Embraer de Évora) é outra das possibilidades em aberto, além da concretização do investimento em oficinas de manutenção de aeronaves.

Comments are closed.