O aeroporto de Bruxelas anunciou um plano de investimento de 100 milhões de euros ao longo dos próximos três anos para reforçar a capacidade logística na zona Brucargo.

O projecto de investimento, em linha com a visão estratégica para 2040 do aeroporto belga, inclui novos edifícios de última geração. Serão construídas na área Oeste da Brucargo instalações com 50 mil metros quadrados, principalmente para a Kuehne + Nagel, Dnata e WFS. A infra-estrutura será adaptada para movimentar cargas frágeis e sensíveis à temperatura, como produtos farmacêuticos.

Está também prevista a criação de uma estação de inspecção exclusiva de 2 000 metros quadrados, dispostos em diferentes zonas de temperatura e/ou luz, para a recepção temporária e o transporte de espécies animais.

Em 2019 poderá ser ainda anunciado, pelo operador Brink, um novo armazém dedicado a mercadorias valiosas. O aeroporto irá, além disso, renovar várias das instalações já existentes na zona Brucargo.

 

 

 

This article has 1 comment

  1. Por quanto tempo antónio costa vai continuar a dizer que não faz sentido planear e construir o NAL que é 1 ASSUNTO TABU, quando a Portela está esgotada e ainda não iniciou a construção da nova pista Montijo quando as low cost afirmam todos os dias que mesmo com Portela + Montijo, Lisboa não tem capacidade de resposta para procura de espaço actual, q vergonha !