O aeroporto de Nacala deverá iniciar as operações internacionais entre Março e Abril do próximo ano, disse o presidente da empresa pública Aeroportos de Moçambique (AdM).

Aeroporto de Nacala

Emanuel Chaves acrescentou, citado pelo “Domingo”, que o aeroporto deverá receber já em Dezembro a respectiva certificação para poder operar como aeroporto internacional, “sendo esperado que a partir daquela data as companhias que operam na zona norte do país comecem a utilizar a infra-estrutura.”

O presidente da AdM disse ainda que a empresa que dirige tem estado em contacto directo com as companhias que transportam passageiros envolvidos na exploração dos depósitos de gás natural descobertos na bacia do Rovuma “para nos garantirem que Nacala passará a ser o aeroporto de entrada em Moçambique.”

Emanuel Chaves adiantou ter sido já entregue “às autoridades nacionais” um pedido – “bem como a respectiva fundamentação” – para que o aeroporto de Nacala seja o único na região norte do país a processar voos internacionais.

O mercado do transporte aéreo em Moçambique circunscreve-se actualmente a 1,7 milhões de passageiros por ano.

Concebido e construído pela brasileira Odebrecht, em parceria com a empresa Aeroportos de Moçambique, o Aeroporto Internacional de Nacala foi inaugurado em Dezembro de 2014 e tem capacidade para atender 500 mil passageiros e receber 5 mil toneladas de carga por ano.

As instalações do aeroporto ocupam 30 mil metros quadrados de área construída, incluindo o terminal de passageiros de 15 mil metros
quadrados, torre de controlo e a pista de 3 100 metros de comprimento, dimensões que permitem a operação de aviões de grande porte, como o Boeing 747.

O aeroporto entrou em funcionamento com voos comerciais operados pelas Linhas Aéreas de Moçambique e a sua gestão está a cargo da AdM, responsável pela administração das infra-estruturas aeroportuárias de Moçambique.

Comments are closed.