Os aeroportos e aeródromos de Cabo Verde movimentaram mais de 2,6 milhões de passageiros em 2017, número que representa um crescimento de 19,6% quando comparado com o contabilizado em 2016, informou a empresa estatal Aeroportos e Segurança Aérea (ASA).

O relatório divulgado pela ASA informa ainda que os aeroportos e aeródromos de Cabo Verde processaram 929,6 mil embarques e desembarques de passageiros em voos internos, o que representa um crescimento de 21,6%, o que significa que no ano passado viajaram entre as ilhas de Cabo Verde 165,3 mil passageiros a mais do que em 2016.

O tráfego internacional processou 1,7 milhões de embarques e desembarques de passageiros em 2017, representando uma subida de 268 mil (18,5%) em comparação a 2016, período em que se registou um tráfego internacional de 1,45 milhões de passageiros.

A Binter Cabo Verde, que opera em todos os aeroportos e aeródromos do arquipélago, encerrou o ano com uma quota de mercado de 61,4% (571 mil passageiros transportados) ultrapassando a TACV, com uma quota de 36,6% (340,4 mil passageiros transportados), no tráfego entre ilhas.

A companhia aérea estatal TACV deixou de operar no mercado doméstico desde o início de Agosto de 2017, estando o mercado nacional garantido pela Binter Cabo Verde.

O aeroporto da ilha do Sal continuou a ser o mais importante nos movimentos internacionais (52,4%), enquanto o da Praia, a capital do país, deteve a maior quota a nível doméstico (38,7%).

Tags:

Comments are closed.