Menos carga, menos receita, mas menos perdas operacionais também. Assim se podem resumir os primeiros nove meses do ano para a AF-KLM Cargo. No terceiro trimestre, os números permaneceram no vermelho.

A AF-KLM Cargo reportou perdas operacionais de 184 milhões de euros nos primeiros nove meses do ano, que comparam com os prejuízos de 203 milhões sofridos no período homólogo de 2012.

Entre Janeiro e Setembro, a carga voada recuou 5,5% para os 7,5 mil milhões de ton-km. A receita média por tonelada caiu também 5,5% (para os 16,18 cêntimos de euros) e com isso o volume de negócios baixou 7,7% para cerca dos 2,1 mil milhões de euros.

No mesmo período, a oferta de capacidade foi reduzida em apenas 3,2%, daí resultando uma baixa de 1,5 pontos percentuais na taxa de ocupação, que se fixou nos 62,1%.

Apesar dos esforços feitos para melhorar a performance da companhia franco-holandesa, o facto é que os resultados do terceiro trimestre ainda ficaram longe da linha de água.

Entre Julho e Setembro, as perdas operacionais atingiram os 84 milhões de euros (69 milhões há um ano), com o tráfego a recuar 3,8%, a receita média unitária a cair 9,1% e o volume de negócios a ceder 9,3% para os 687 milhões de euros.

Comments are closed.