A Agility é o primeiro transitário a aderir ao programa de blockchain da Maersk e da IBM de gestão e rastreamento de contentores.

“A tecnologia blockchain tornará o transporte mais barato, mais seguro e mais fiável. Como pioneiros na adopção, companhias como a Agility podem ajudar a Maersk e a IBM a entenderem as necessidades dos carregadores e a desenvolverem padrões que tornem o comércio mais eficiente”, refere, citado pela assessoria de imprensa, Essa Al-Saleh, CEO da Agility Global Integrated Logistics.

“Podemos ajudar os clientes a entenderem como usar o blockchain para melhorarem a visibilidade do envio, eliminar a papelada, reduzir erros e reduzir os tempos de trânsito e de libertação das mercadorias”, acrescentou.

Os custos administrativos e de documentação representam, segundo a Agility, um quinto dos 1,45 mil milhões de euros gastos anualmente para transportar mercadorias através das fronteiras. Além de mostrar a localização dos contentores em trânsito, o blockchain pode mostrar o estado dos documentos aduaneiros, os registos de embarque e outros documentos.

As autoridades aduaneiras e fronteiriças podem usar a tecnologia para melhorar a informação disponível para a análise de risco, levando a uma maior segurança, além de maior eficiência na inspecção de fronteira.

 

 

Tags:

Comments are closed.