A Air China anunciou hoje a compra de 20 Airbus A350-900, num negócio de 6 537 milhões de dólares (5 802 milhões de euros).

 

Num comunicado enviado à Bolsa de Hong Kong, a companhia de bandeira chinesa detalha que os Airbus serão entregues entre 2020 e 2022.

A Air China reservou ainda a opção de trocar os últimos cinco aviões da encomenda pelo modelo A350-1000, que tem capacidade para mais passageiros, mas não divulgou se, nesse caso, o custo final vai variar.

A operadora explicou que a compra aumentará a sua capacidade de transporte em quase 10% e descartou os impactos na liquidez do grupo.

A Air China, uma das maiores companhias aéreas do país asiático, tinha 669 aviões de passageiros, no final do ano passado: 329 Airbus e 335 Boeing.

Em Maio passado, a Air China, a China Southern e a China Eastern reivindicaram uma compensação à Boeing, pelas perdas resultantes de deixarem de utilizar o modelo 737 MAX,  na sequência do acidente da Ethiopian Airlines.

 

Tags:

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*