A Air France-KLM Cargo atingiu um lucro operacional de 43 milhões de euros em 2010-2011, que compara com as perdas de 436 milhões de euros do exercício anterior.

Os resultados conseguidos no ano fiscal que terminou a 31 de Março superaram largamente os objectivos iniciais fixados pela gestão, que apontavam para uma redução das perdas para a casa dos 200-250 milhões de euros.

O sucesso explica-se em boa parte pela forte recuperação do mercado da carga aérea, quer em termos de volumes, quer no concernente às tarifas praticadas. O volume de negócios da AF-KLM Cargo aumentou 29,5% para cerca dos 3,2 mil milhões de euros.

A nova política de gestão da oferta de capacidade fez o resto. Em dois anos, a frota da AF-KLM Cargo passou de 25 para 14 aviões cargueiros, com a companhia a apostar mais na optimização da utilização do espaço disponível nos porões dos aviões de passageiros.

Ao longo do exercício de 2010-2011, os aviões de passageiros e combi representaram 67% da oferta de capacidade da companhia, contra 33% dos cargueiros. No total, a oferta de capacidade decaiu marginalmente (menos 0,3%), enquanto o tráfego aumentou 2,5%, daí resultando uma taxa de ocupação de 68.4% (mais 1,9 pontos percentuais).

Em Portugal, a AF-KLM Cargo opera um avião cargueiro no Porto e utiliza a capacidade dos aviões de passageiros em Lisboa, complementando a oferta com a realização de vários camiões para o hub de Paris.

Comments are closed.