A Airbus registou 815 encomendas líquidas (excluídos 60 cancelamentos) no período de Janeiro a Setembro, acima das 447 recebidas pela Boeing (69 cancelamentos).

Airbus A380

É a segunda vez que o construtor europeu consegue ficar à frente do concorrente norte-americano, um desempenho para o qual contribuiu em larga medida a encomenda de 250 aviões que a Airbus recebeu da companhia IndiGo.

Os 815 pedidos recebidos pela Airbus ascendem, a preços de catálogo, a 104 397,7 milhões de dólares (91 943,9 milhões de euros). Já as 447 encomendas das Boeing representam 74 165,1 milhões de dólares (65 317,8 milhões de euros).

Por modelos, a Airbus assinou contratos de venda de 489 A320neo, 195 A321neo, 26 A320ceo, 16 A321ceo, dois A319neo e um A318, entre os aviões de corredor único. A estes juntam-se 44 A330-300, 25 A330-900, 14 A330-200, quatro A300-200F e três A350-900. Já a Boeing recebeu encomendas de 319 B737, 48 B767, 54 B777 e 26 B787.

 

Boeing continua à frente nas entregas

Em entregas, o cenário é diferente e a Boeing continua à frente da Airbus.

O construtor sediado em Chicago entregou um total de 580 aparelhos no acumulado de Janeiro a Setembro: 375 B737, 101 B787, 77 B777, 14 B767 e 13 B747.

A Airbus entregou no mesmo período menos 134 unidades, num total de 446 aeronaves: 352 de corredor único e 94 de maiores dimensões. Entre os aviões de corredor único, foram 200 A320ceo, 129 A321ceo, 22 A319ceo e um A318. As unidades de maiores dimensões foram 45 A330-300, 23 A330-200, dois A330-200F, cinco A350-900 e 19 A380.

 

 

 

 

 

Tags:

Comments are closed.