A Airbus deverá recuperar este ano a condição de líder mundial, com uma confortável vantagem sobre a rival Boeing.

Nos primeiros oito meses do ano, o construtor europeu garantiu 902 encomendas líquidas (942 antes de anulações), superando largamente o conseguido no mesmo período de 2012 (384). A 27 de Agosto, a Boeing contava 786 encomendas líquidas.

A maioria das vendas respeitou a aviões de médio curso. Do novo A350 foram vendidos 103 aparelhos. Já o A380 não logrou qualquer encomenda firme, sendo apenas conhecida a intenção da locadora Doric adquirir 20 unidades.

Os números já alcançados dão força à perspectiva da Airbus atingir este ano mais de um milhar de encomendas brutas (um número revisto em alta face às mais de 800 avançadas em Maio).

Entre Janeiro e Agosto, a Airbus entregou 394 aviões (mais 8% em termos homólogos) a 83 clientes. Para responder à procura, a companhia europeia aumentou mesmo a cadência de produção do seu A330 para as dez unidades mensais.

Comments are closed.