A Airbus mantém a estimativa de entregas para este ano, ao mesmo tempo que subiu a fasquia das encomendas previstas.

Nos primeiros nove meses do ano, o construtor aeronáutico europeu entregou 380 aviões, dos quais 45 em Setembro. E com isso mantém a expectativa de atingir o nível de entregas do ano passado, quando chegou aos 498 aparelhos.

Do lado das encomendas, a Airbus soma já 328 aviões, contando já com os 78 contratados em Setembro. E poderiam ser mais, seriam 379 desde o início do ano, se entretanto não se tivessem verificado desistências, fosse por dificuldades de financiamento das companhias, fosse por atrasos nas entregas.

Para o final do exercício, os responsáveis da companhia continuam a apostar em ultrapassar a fasquia das 400 encomendas líquidas. Em 2009, em plena crise, as encomendas líquidas ficaram-se pelas 271 unidades (310 contabilizando as desistências).

Com a indústria do transporte aéreo em rápida recuperação, as companhias tentam garantir desde já a capacidade extra de que irão precisar num futuro próximo. São disso exemplo a encomenda de 30 A350 XWB colocada pela Cathay Pacific e a compra de 40 aparelhos de vários tipos pelo Grupo Lufthansa e destinados à Lufthansa, Swiss e Germanwings.

Os comentários estão encerrados.