Afinal, a Airbus ganhou à Boeing no número de encomendas, apesar de ter perdido no total de entregas. Para ambas, 2014 foi um ano de recordes.

No ano finado, a Airbus registou 1 456 encomendas. Abaixo do máximo histórico de 1 503, verificado em 2013, mas o suficiente para superar as 1 432 encomendas da rival Boeing. Uma vitória arrancada a ferros, uma vez que o construtor europeu só em Dezembro garantiu uma encomenda de uma centena de A320 pela locadora chinesa Calc.

Pelo contrário, a Boeing garantiu a liderança no que se refere aos aviões entregues, com 723 unidades (um recorde), acima das 629 do construtor europeu, que, ainda assim, atingiu um novo máximo com aquele número.

As 1 456 encomendas da Airbus foram feitas por 67 clientes (14 dos quais novos), sendo 1 321 de aviões de corredor único e 135 de aviões de grandes dimensões. No que se refere às 629 entregas que o construtor sediado em Toulouse efectuou a 89 clientes (oitos dos quais novos), a maioria foi da gama A320: 420 unidades. Juntaram-se-lhe 108 A300, 30 A380 e ainda o primeiro A350 XWB.

“2014 foi um ano excelente e as equipas da Airbus não só atingiram como excederam os seus objectivos”, disse Fabrice Brégier, presidente e CEO da Airbus, citado pela assessoria de imprensa.

Tags:

Comments are closed.