A Airbus registou 708 encomendas líquidas entre Janeiro e Agosto, mais 261 pedidos do que os 447 registados pela Boeing (que teve 58 anulações).

Airbus A320Neo

Esta foi a primeira vez que o consórcio europeu bateu o concorrente norte-americano em 2015, um desfecho para o qual contribuiu em boa medida uma mega-encomenda de 250 aeronaves feita pela IndiGo.

A preços de tabela, os 708 pedidos registados pela Airbus ascendem a 89 559,8 milhões de dólares (80 269,4 milhões de euros). Já as 447 unidades encomendadas à Boeing totalizam 73 796,7 milhões de dólares (66 141,5 milhões de euros).

Por modelos, as encomendas registadas até Agosto pela Airbus compreendem 625 aviões de corredor único (485 A320, 85 A321neo, 36 A320ceo, 16 A321ceo, dois A319neo e um A318) e 83 maiores (39 A330-300, 25 A330-900, 13 A330-200, quatro A330-200F e dois A350-900). Quanto à Boeing, os pedidos incluem 321 B 737, 48 B 767, 54 B777 e 24 B787.

 

Cenário inverte-se nas entregas

Nas entregas efectuadas nos primeiros oito meses de 2015, as posições invertem-se, com a Boeing a levar a melhor sobre a Airbus.

De Janeiro a Agosto, o construtor americano entregou 503 novos aparelhos (324 B737, 90 B787, 66 B777, 12 B767 e 11 B747), mais 106 do que os 397 entregues pelo concorrente europeu (177 A320ceo, 116 A321ceo, 40 A330-300, 21 A319ceo, 19 A330-200, 17 A380, quatro A350-900, dois A330-200F e um A318).

A Boeing prevê entregar 750 a 755 unidades até ao fim de 2015, enquanto a Airbus prevê superar 2014, que foi um ano recorde com 629 entregas.

Tags:

Comments are closed.