A ALB queixou-se à Autoridade da Concorrência (AdC) do “abuso de posição dominante” por parte da Medway, avança o “Correio da Manhã”.

 

A confirmar-se, este será mais um episódio na relação algo tensa entre a ALB e a Medway desde a privatização da então CP Carga.

A ALB, um importante cliente da Medway no tráfego de contentores, chegou, em 2016, a trocar a operadora pela Takargo, com quem contratou duas locomotivas e respectivos vagões. Mas o “divórcio” durou apenas cerca de seis meses. No início de 2017, a relação foi reatada, com a Medway a assegurar o encaminhamento dos contentores da ALB para os portos.

No Verão do ano passado, as duas empresas reforçaram a parceria, com a Medway a passar a operar no terminal da ALB de Vale da Rosa, na península de Setúbal.

Já este ano, Medway e ALB enfrentaram-se na disputa pela concessão do terminal da Bobadela. Saiu vencedora a ALB mas a Medway criticou o processo.

A queixa agora apresentada junto da Concorrência terá sido também encaminhada para o regulador do sector, a Autoridadade da Mobilidade e dos Transportes (AMT).

A Medway reclama uma quota de 90% no mercado nacional de transporte ferroviário de mercadorias.

Curiosamente, a CP Carga foi, em tempos, também alvo de uma queixa junto da Concorrência, apresentada pela Takargo, alegadamente por causa dos negócios da então operadora pública com a MSC, mas a queixa não vingou.

Os comentários estão encerrados.