A Alcont aposta na integração do modo ferroviário nas soluções logísticas que oferece ao mercado para crescer rapidamente, prevendo duplicar a actividade num horizonte de três anos.

A empresa acaba de investir cerca de dois milhões na sua plataforma da Bobadela, em Lisboa, onde ampliou a área operacional para os 90 mil metros quadrados e criou um ramal ferroviário com duas linhas capaz de operar até dez comboios de 700 metros de comprimento por dia.

O investimento no modo ferroviário foi object0 de um protocolo de cooperação com a Infraestruturas de Portugal.

Com esta nova valência, a empresa liderada por Manuel Gonçalves propõe-se desenvolver soluções logísticas de base ferroviária de ligação aos principais portos nacionais, ao longo do eixo ferroviário Norte-Sul com extensão à Galiza, e nos eixos de ligação à vizinha Espanha.

Os objectivos são, pode-se dizê-lo, ambiciosos. Logo no final do primeiro ano, a Alcont pretende estar a realizar dois comboios/dia e estabilizar nas quatro composições diárias ao cabo de três anos. E com isso, a empresa calcula retirar das estradas o equivalente a 30 mil camiões, em percursos médios de 300 quilómetros, com as vantagens ambientais e económicas daí decorrentes.

A concretizarem-se os objectivos, a empresa duplicará o seu volume de actividade num prazo de três anos, antecipa Manuel Gonçalves.

 

Tags:

Comments are closed.