O Governo alemão vai autorizar a realização de testes de transportes transfronteiriços com mega-camiões em 2017. O anúncio do ministro dos Transportes do país, Alexander Dobrindt, gerou, em surpresa, reacções de defensores e opositores da opção.

Mega-camiões

A decisão do governo federal segue-se à de 14 dos 16 estados da Alemanha autorizarem testes com mega-camiões. Apenas Berlim e Saarland continuam, para já, sem autorizar ensaios à circulação daqueles veículos.

Os mega-camiões são conjuntos de 25,25 metros de comprimento e 60 toneladas de peso bruto máximo. A legislação europeia permite que circulem dentro das fronteiras de cada estado-membro e admite a realização de transportes internacionais mas apenas entre países vizinhos, desde que o acordem.

A actual lei alemã limita o peso máximo dos camiões a 44 toneladas, mas na Holanda e na Dinamarca podem chegar às 60 toneladas. Esses camiões, e mesmo os conjuntos de 64 toneladas permitidos na Suécia, poderão passar a entrar na Alemanha se os países respectivos o acordarem.

A BGL, a associação germânica de transportadores rodoviários e operadores logísticos, salienta o ganho ambiental da medida por, segundo os dados da associação, um semi-reboque adicional aos camiões existentes representar uma poupança de 15% a 25% de combustível.

Por outro lado, os opositores dos mega-camiões temem pela segurança rodoviária e lembram que 30% dos camiões “normais” existentes já circulam vazios, não sendo necessário aumentar a dimensão dos veículos.

 

 

 

Comments are closed.