O Ministério Federal de Transportes e Infraestrutura Digital da Alemanha anunciou um novo programa de financiamento para navios movidos a gás natural liquefeito (GNL).

wes-amelie

A primeira chamada de candidaturas já está a ser preparada, de acordo com as autoridades alemãs.

O financiamento aplicar-se-á a navios construídos de raiz com sistemas de propulsão a GNL e também a reconversões de navios existentes para poderem ser alimentados pelos dois tipos de combustíveis.

Com o novo programa, o governo alemão pretende acelerar o uso de combustíveis alternativos no transporte marítimo, com o objectivo de reduzir as emissões, especialmente no contexto das próximas regulamentações ambientais.

A Associação de Armadores Alemã saudou já a iniciativa e indicou que o programa ajudará as companhias a suportarem os elevados custos de reconversão ou de construção de navios a gás.

O GNL emite zero óxidos de enxofre (SOx) e zero partículas (PM). Em comparação com os óleos combustíveis ​​pesados ​​existentes, o GNL emite 90% menos óxidos de nitrogénio (NOx) e oferece o potencial de redução de até 25% nos gases de efeito de estufa.

O novo regime de financiamento foi anunciado no seguimento do lançamento do primeiro porta-contentores do mundo reconvertido para GNL, o Wes Amelie.

 

Comments are closed.