O governo alemão vai mesmo assumir o controlo da Toll Collect, a sociedade que gere o sistema de cobrança de portagens para os veículos pesados no país.

 

A gestionária da LKW Maut era detida até Agosto do ano passado pela Daimler e Deutsche Telekom (com 45% cada) e por uma filial da Vinci (com os restantes 10%). O governo de Berlim ainda chegou a lançar um concurso para encontrar um novo gestor, mas agora decidiu-se por fazê-lo o Estado.

“A experiência dos últimos meses mostrou-nos que o estado federal é um bom gestor de portagens”, justificou o ministro dos Transportes.

Além do mais, a internalização da gestão daquele que foi o primeiro sistema de portagens para veículos pesados por satélite, permitirá um ganho suplementar de 350 milhões de euros para os cofres do Estado, comparativamente à hipótese de concessão/privatização.

Mas não só. O governo alemão aposta também nas sinergias que serão possíveis com a gestão das portagens para ligeiros que deverão entrar em vigor em Outubro de 2020.

A LKW Maut já rendeu ao Estado alemão 50 mil milhões de euros. Só este ano, a receita pública deverá subir 2,5 mil milhões de euros e atingir os 7,2 mil milhões, por força do aumento das tarifas.

A LKW Maut cobre cerca de 52 mil quilómetros de estradas alemãs e abrange os veículos de mercadorias de +7,5 toneladas.

 

Comments are closed.