O ministro das Finanças da Alemanha, Wolfgang Schäuble, apresentou um plano de privatização das auto-estradas do país. A medida, que apenas avançará em caso de revisão constitucional, poderá implicar a implantação de portagens para ligeiros nas Autobahn.

auto-estradas-alemanha

De acordo com o “Der Spiegel”, a versão prévia do documento gizado pelo gabinete de Schäuble indica que a futura companhia concessionária terá controlo maioritário do Estado, pois a participação dos privados estará limitada a 49,9% do capital.

Segundo o mesmo jornal, a medida só poderá avançar se for alterado o artigo 90 da Constituição germânica, que estipula que as auto-estradas e estradas nacionais do país são propriedade do governo federal e que a sua gestão está a cargo dos respectivos estados federais.

O plano terá sido finalizado a 19 de Outubro e será apresentado oficialmente no dia 8 de Dezembro. A intenção de Schäuble já foi criticada pela Oposição e também pelo Partido Social Democrata da Alemanha, o SPD, que integra a coligação do governo do país.

A rede de auto-estradas alemãs tem quase 13 mil quilómetros de extensão.

 

 

Os comentários estão encerrados.