A Alemanha pretende construir, num futuro próximo, dois terminais para a importação de gás natural liquefeito (GNL), avançou ontem o ministro da Economia alemão, Peter Altmaier.

Há três localizações em cima da mesa para receberem os terminais: Brunsbuettel, Stade e Wilhelmshaven. “Todos os três projectos estão a ser cuidadosamente ponderados e examinados”, referiu, citado pela “Reuters” o governante germânico. “Estou bastante optimista de que pelo menos dois serão realidade num futuro previsível”, garantiu.

À medida que a Alemanha elimina a energia nuclear e o carvão, está a voltar-se para o gás para complementar as fontes de energia renovável. Nesse âmbito, o país está sob pressão, em particular dos Estados Unidos, para reduzir a dependência do gás russo e comprar GNL.

Peter Altmaier afirmou numa reunião com autoridades de energia alemãs e norte-americanas e lobistas da indústria que a Alemanha está a avaliar a extensão dos subsídios estatais e regulamentos para que investidores privados construam os terminais necessários para as importações de GNL.

 

 

Comments are closed.