Antecipando a expansão do Canal do Panamá, o Porto de Algeciras acaba de firmar uma aliança estratégica com a entidade gestora daquela infra-estrutura, cada vez mais fundamental para o tráfego marítimo Leste-Oeste.

A Autoridade do Canal do Panamá e a Autoridade do Porto da Baía de Algeciras assinaram um memorando de entendimento válido para os próximos dois anos.

O acordo prevê a realização de acções conjuntas de promoção comercial, a coordenação de projectos de modernização e desenvolvimento, e o intercâmbio de tecnologias e de informações entre as duas autoridades marítimo-portuárias.

O memorando foi assinado no Panamá, no decurso de uma visita de uma delegação do Porto de Algeciras (integrada por representantes da administração portuária, dos operadores e de empresas que utilizam o porto espanhol).

O canal do Panamá está a sofrer uma expansão orçada em cerca de 5,3 mil milhões de dólares, que permitirá a sua travessia por navios de maiores dimensões. Com isso duplicará a sua capacidade actual e redesenhará muitas das actuais ligações entre a costa do Pacífico das Américas e a Europa.

Uma tal alteração poderá beneficiar o porto de Sines, reforçando a sua posição geo-estratégica e, logo, a sua capacidade de atrair novas cargas. Mas a concorrência será grande, está visto.

Os comentários estão encerrados.