A sul-coreana Hyundai Merchant Marine (HMM) foi das poucas companhias de transporte marítimo de contentores – a par da japonesa MOL – que não conseguiu manter os preços médios dos fretes no segundo trimestre de 2017, de acordo Alphaliner.

HMM

A consultora dá nota que todos os restantes principais operadores melhoraram os preços médios face ao trimestre homólogo do ano passado, com subidas de 4% a 22%. O China Containerised Freight Index (CCFI) registou um aumento de 28% em relação ao segundo trimestre de 2016.

“A receita média da HMM foi 6% menor do que no mesmo trimestre do ano passado, com a falha do objectivo de garantir preços de fretes mais elevados a contribuir para o mau desempenho da companhia – apesar de um aumento de 46% nos volumes totais”, indica a Alphaliner.

A receita por TEU da HMM foi 973 dólares (811,9 euros) no segundo trimestre de 2017, contra 1 037 dólares (865,3 euros) no mesmo período do ano anterior.

Em contrapartida, a Alphaliner destacou que a CMA CGM foi o operador com melhor desempenho no primeiro semestre de 2017, com lucros operacionais (EBIT) de 724 milhões de dólares (604,2 milhões de euros).

“O impressionante desempenho foi alcançado na sequência de um aumento de 34% nos volumes e de uma melhoria de 9% na receita média”, explica a Alphaliner.

 

 

Comments are closed.