A aguardada abertura do novo Canal do Panamá condenará os navios Panamax clássicos (entre 4 000 e 5 300 TEU de capacidade) ao desaparecimento, avisa a Alphaliner.

Canal do Panamá

De acordo com a consultora, a abertura do “novo” Canal levará a que navios entre 6 000 e 10 000 TEU sejam alinhados nos serviços que passam por aquela via navegável, tornando os Panamax clássicos redundantes. Como resultado, o destino de muitos desses navios será o desmantelamento, incluindo entre eles unidades com menos de 14 anos.

Segundo a Alphaliner, também a procura de navios maxi-Panamax, uma sub-categoria dos Panamax clássicos criada para um melhor aproveitamento das características do Canal do Panamá prévias ao alargamento, está a sofrer.

O projecto de seis mil milhões de dólares (5,37 mil milhões de euros) de alargamento do Canal, que arrancou em 2007, permitirá a passagem de navios pós-Panamax com até 13 000/14 000 TEU de capacidade.

O “novo” Canal será inaugurado no próximo dia 26 de Junho, com a passagem do Andronikos, porta-contentores neo-Panamax de 9 400 TEU da COSCO.

 

Comments are closed.