A Alstom iniciou a transformação de uma locomotiva de mercadorias num veículo autónomo. Ideia é ter os primeiros comboios autónomos no final de 2020.

A nova locomotiva autónoma constituirá um protótipo do projecto promovido há um ano pela operadora pública francesa SNCF, que criou um consórcio com empresas de tecnologia e industriais com o objectivo de operar comboios de carga semi-autónomos em 2021.

É na fábrica da Alstom em Belfort (França) que tudo vai acontecer. Arranca agora um período de dois meses em que serão digitalizados todos os controlos da locomotiva BB 27000. Após a transformação, começarão os testes para demonstrarem a viabilidade do comboio autónomo.

“Estamos numa etapa fundamental do projecto. É o resultado de muito trabalho. Agora, queremos levar esses primeiros testes para um novo nível”, explica, citado em comunicado Samuel Boucher, director de projecto do comboio de mercadorias autónomo.

Até ao final do ano, o consórcio quer testar a circulação da locomotiva numa linha de quase um quilómetro na fábrica de Belfort.

O desafio seguinte é que, no final de 2020, seja possível circular um comboio de mercadorias autónomo (sob a supervisão de um maquinista) nas principais linhas do Leste de França.

 

 

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*