A Alstom assinou um acordo com a Autoridade de Transportes da Baixa Saxónia (LNVG) para produzir 14 comboios Coradia iLint, os primeiros com o hidrogénio como combustível.

Os primeiros protótipos, que já estão em produção na fábrica que o construtor francês tem na Alemanha, começarão a circular na rede ferroviária da LNVG na Primavera de 2018.

Os comboios agora anunciados substituirão os actuais a diesel e circularão, a partir de Dezembro de 2021, entre Cuxhaven, Bremerhaven, Bremervörde e Buxtehude. A Alstom também assegurará a manutenção dos comboios por um período de 30 anos, enquanto o grupo Linde será responsável pelo fornecimento de hidrogénio.

As prestações do novo Coradia iLint são, indica a Alstom, comparáveis ​​às da última geração de comboios regionais de tracção diesel, tanto em aceleração como na travagem, na velocidade máxima (140 km/h), autonomia (até 1 000 km) e capacidade de passageiros (300 pessoas).

Porém, ao contrário do diesel, o comboio a pilha de hidrogénio está livre de emissões de CO2, pois só emite vapor de água.

As células de combustível são o eixo central do sistema, uma espécie de mini-centrais eléctricas para locomover o veículo. Estas pilhas de combustível são alimentadas a hidrogénio e os comboios são alimentados por uma unidade de tracção eléctrica alimentada pelas primeiras.

 

 

Comments are closed.