A Amazon vai instalar o seu hub de transporte aéreo no aeroporto de Cincinnati/Northern Kentucky. O gigante do comércio electrónico investirá 1,5 mil milhões de dólares (1,39 mil milhões de euros) no projecto, que estará operacional já em Abril.

Amazon Prime Air

O plano “Project Arrows” da Amazon para o hub logístico a construir naquele aeroporto dos Estados Unidos prevê o arrendamento, por um período mínimo de 50 anos, de um terreno com 364 hectares, onde a companhia construirá uma plataforma de recepção, tratamento e expedição de encomendas.

A plataforma terá adjacente uma placa de estacionamento para até 100 aviões.

A Amazon indica que, na abertura, estarão posicionados no aeroporto de Cincinnati/Northern Kentucky 40 Boeing 767 cargueiros da Amazon Prime Air, a companhia que criou em parceria com o Air Transport Service Group (ATSG) .

Os primeiros voos estão previstos para Abril próximo. O gigante do “e-commerce” prevê que, quando em pleno funcionamento, a plataforma servirá até 200 voos diárips, transformando Cincinnati no maior hub de carga dos Estados Unidos depois de Memphis (sede da FedEx) e Louisville (sede da UPS).

A escolha do eroporto de Cincinnati/Northern Kentucky significa o abandono das operações em Willmington, base da ATSG

 

 

 

Os comentários estão encerrados.