A Amazon está a desafiar os seus trabalhadores em Espanha a criarem o próprio negócio de entrega de encomendas e integrarem a sua rede de distribuição.

A companhia quer contar com várias companhias de logística e transporte que, por sua vez, contratarão operadores para efectuarem as entregas. O objectivo da Amazon é, desta forma, competir com as grandes companhias de entrega de encomendas, como a UPS ou a FedEx.

Desde Julho de 2018 que os pequenos empresários podem, nos Estados Unidos, candidatar-se para se tornarem distribuidores da Amazon. Agora a empresa de e-commerce pretende replicar o modelo em Espanha. O Delivery Service Partner, assim se designará no país vizinho, será apresentado nos próximos meses.

A Amazon indica que garantirá “um volume consistente de envios, acesso à alta tecnologia da companhia, formação prática e descontos num conjunto de bens e serviços (incluindo seguros), veículos personalizados e uniformes da marca Amazon”.

A companhia acrescenta que também “cobrirá os custos de implementação dos funcionários que pretendam criar em Espanha a sua própria companhia de entregas”. Outra promessa é “fornecer apoio financeiro equivalente a três meses de salário bruto actual do empregado para que as empresas possam arrancar com mais facilidade”.

Pelas contas da plataforma de comércio electrónico, os trabalhadores que lançarem as suas próprias empresas no âmbito deste programa “poderão obter entre 50 mil e 100 mil euros de lucros, operando uma frota de entre 20 a 40 veículos de entrega”.

Tags:

This article has 1 comment

  1. Very interested but when the operation starts in Portugal.