A Amazon anunciou a encomenda de 100 mil furgões eléctricos à Rivian, uma start-up que ainda não construiu qualquer veículo.

As viaturas começarão a ser entregues em 2021 e a Amazon prevê ter já dez mil unidades em operação em 2022.

A totalidade da encomenda da Amazon será entregue até 2030. Os números do negócio não foram revelados, mas são de tal forma importantes que a Rivian, com sede em Plymouth (Michigan, EUA), irá investir 440 milhões de dólares (400 milhões de euros) para acelerar a produção de veículos eléctricos.

A decisão da Amazon faz parte da estratégia de redução de emissões da companhia, que nesse campo criou o The Climate Pledge, um compromisso de cumprir o Acordo de Paris com dez anos de antecedência. A Amazon é a primeira signatária desse compromisso que pede às companhias participantes que reduzam as emissões de carbono a zero antes de 2040 (a meta estabelecida no Acordo de Paris é 2050).

Recorde-se também que a Amazon está apostada em criar a sua própria rede de distribuição terrestre, nos EUA como na Europa, estando para o efeito a incentivar os seus trabalhadores a criarem as suas próprias empresas transportadoras.

 

Comments are closed.