O gigante norte-americano do e-commerce Amazon está a estudar o lançamento de uma marca própria de alimentação, segundo o “The Wall Street Journal”.

Amazonfresh

A empresa não confirma nem desmente a informação, mas, recorde-se, já opera com marcas próprias na electrónica e na papelaria.

De acordo com a notícia, o projecto arrancará nos Estados Unidos com a venda de leite e cereais através da Amazon Fresh, um serviço que existe há oitos anos naquele mercado – Seattle, Los Angeles e San Francisco são as cidades cobertas – e que permite a compra online de bens alimentares.

A Amazon Fresh foi lançada na Europa (Alemanha e Áustria) no ano passado. Para assegurar este serviço, a empresa norte-americana conta com uma rede de armazéns de temperatura controlada e subcontrata a distribuição a transportadores rodoviários.

Em Maio, a companhia anunciou a entrada no mercado chinês de distribuição de produtos alimentares, usando para o efeito os recursos – plataformas e veículos de parceiros locais.

Os comentários estão encerrados.