A Amazon estará a testar operações de carga aérea na Europa, de acordo com a imprensa britânica. A notícia surge pouco depois de rumores semelhantes sobre os EUA. A companhia de e-commerce não comenta.

03.09.12-New Amazon Fulfillment Centre, Boundary Way, Hemel Hempstead, HP2 7LF

Desde meados de Novembro que a Amazon estará a realizar dezenas de voos, à razão de cinco ligações por semana, entre aeroportos do Reino Unido, Alemanha e Polónia próximos de importantes plataformas da multinacional do comércio electrónico, avança o “The Evening Standard”.

Os voos estarão a ser realizados por um B737 cargueiro fretado à DB Schenker.

No horizonte estará o alargamento das operações aéreas a outros mercados europeus, nomeadamente a Itália e a Espanha (onde a Amazon tem projectados fortes investimentos, em Madrid e em Barcelona).

As referências às operações “secretas”da Amazon na Europa seguem-se a outras dando conta de operações semelhantes nos EUA. No outro lado do Atlântico fala-se mesmo que a Amazon estará a negociar 20 B767 para constituir a sua própria frota e criar um network dedicado.

De acordo com os observadores do mercado, a opção da Amazon poderá justificar-se, quer por uma questão de economia (a conta da contratação de serviços de transporte é astronómica), quer porque mesmo os principais integrators mundiais têm dificuldade em acompanhar o crescimento e responder aos picos de procura do gigante mundial do e-commerce.

Questionada a propósito, a Amazon mantém-se fiel ao princípio de não comentar rumores do mercado.

» Amazon poderá criar uma companhia aérea

 

Os comentários estão encerrados.