As companhias aéreas que operem voos cargueiros de/para os aeroportos da ANA poderão receber incentivos de até 50 mil euros/ano, por um prazo máximo de três anos consecutivos.

Os prémios instituídos pela ANA são uma das vertentes da renovada aposta da gestora aeroportuária no negócio da carga aérea.

As companhias interessadas poderão candidatar-se aos incentivos para o lançamento de novas rotas europeias ou intercontinentais. Os incentivos serão maiores no caso de se tratar também de novos destinos para o aeroporto em causa.

Também o reforço das frequências de serviços já existentes poderá beneficiar de incentivos.

Na prática, estes incentivos traduzir-se-ão em descontos nas taxas de aterragem (em todos os aeroportos da ANA menos em Beja), nas taxas de GPS e nas taxas de estacionamento (apenas em Beja).

Os serviços dos “camiões-avião” também poderão ser apoiados, sendo que nesse caso o prémio será de “dois euros por cada tonelada acrescentada ao peso médio por voo/camião, não sendo contabilizada a carga em trânsito”.

Os prémios prometidos para as operações de carga não serão acumuláveis com outros benefícios financeiros acordados em contratos de promoção de tráfego, esclarece a ANA.

Comments are closed.