O primeiro voo de passageiros para Beja poderá acontecer já em Junho. Ainda assim, os empresários e autarcas da região acusam o Governo de estar a “empatar” o projecto.

“Ultrapassados praticamente todos os problemas técnicos, é preciso que o Governo não ’empate’ o processo e assuma publicamente a vontade política de abertura do aeroporto, tomando as decisões que tardam”, afirmam em comunicado os presidentes da Associação de Municípios do Baixo Alentejo e Alentejo Litoral (AMBAAL) e da Associação Empresarial do Baixo Alentejo e Litoral (NERBE/AEBAL), respectivamente o autarca socialista de Beja, Jorge Pulido Valente, e Luís Serrano.

O comunicado hoje emitido segue de dias uma entrevista do responsável do terminal civil aéreo de Beja a um jornal regional, na qual Pedro Beja Neves anuncia que os voos de passageiros se iniciarão ainda no decurso do Verão IATA 2011.

Actualmente o aeroporto de Beja apenas está certificado pelo INAC para servir como parqueamento de aviões, mas a certificação para as operações de passageiros deverá acontecer até Junho, adiantou aquele quadro da ANA.

O primeiro voo será um voo charter, proveniente de Luton ou de Gatwick, e Pedro Beja Neves estima que este ano o aeroporto alentejano movimentará cerca de quatro mil passageiros.

Para além disso, a ANA deverá formalizar dentro de duas a três semanas dois contratos com outras tantas empresas de manutenção de aeronaves, que se instalarão em Beja. Segundo o director da ANA, as duas empresas (que não serão nem a Augusta Wesdtland nem a EuroAtlantic Airways) investirão dez a 15 milhões de euros em dois hangares e criarão cerca de 200 postos de trabalho.

Na entrevista ao Correio do Alentejo, Pedro Beja Neves falou ainda do interesse de outros investidores privados no imobiliário aeroportuário.

Comments are closed.