A hipótese de instalar na base aérea do Montijo um aeroporto complementar à Portela mantém-se sobre a mesa e estará a ser estudada pela ANA, afirmou, no Barreiro, o vereador da Câmara Municipal de Lisboa Manuel Salgado.

Base Aérea Montijo

“O aeroporto da Portela está perto do seu limite e está a ser estudada a hipótese da Portela+1, que no caso é o Montijo”, disse Manuel Salgado durante o debate “Plataforma Multimodal do Barreiro/Terminal de Contentores – Visão e Futuro”, que decorreu no Barreiro.

O autarca de Lisboa acrescentou ainda que está a ser ponderado que a ligação entre o Montijo e Lisboa possa ser depois efetuada por barco. “Está em cima da mesa que, depois, a ligação entre o Montijo e Lisboa possa ser feita pela via fluvial”, defendeu.

O presidente da Câmara do Montijo, Nuno Canta, afirmou recentemente à “Lusa” ser precisa uma decisão em relação à localização, no concelho, de um novo aeroporto para companhias low-cost para dinamizar o turismo.

“Já fomos contactados pela ANA para saber se éramos a favor de um aeroporto complementar a funcionar na base aérea n.º 6 e dissemos que sim. Sabemos que estão a ser desenvolvidos alguns estudos no local para receber a infraestrutura, mas é preciso que seja tomada uma decisão”, afirmou.

O autarca do Montijo referiu que um aeroporto complementar para as companhias low-cost seria importante para o turismo e considerou a actual base aérea nº 6 como a melhor opção.

Tags:

Comments are closed.