O Governo e a ANA já terão chegado a acordo sobre a construção do aeroporto do Montijo. A ANA pagará sozinha a conta, diz Marques Mendes.

Governo e ANA já chegaram a acordo sobre o aeroporto do Montijo

A novidade foi avançada ontem por Marques Mendes, no seu espaço de comentário semanal da SIC. Segundo o comentador televisivo, a obra do aeroporto do Montijo, que contempla também a ampliação do aeroporto da Portela, irá custar aos bolsos da ANA “qualquer coisa como mil milhões de euros”, não gastando o Estado “um único euro”.

A concessão que a ANA tem com o aeroporto da Portela por 50 anos irá, assim, ser alargada ao aeroporto do Montijo.

Conforme detalhou ainda o comentador, os documentos contratuais já estão a ser redigidos. Estes serão assinados numa cerimónia pública, dentro de duas, três semanas, “por forma a que tudo esteja concluído em 2022”.

Para Marques Mendes, esta é “uma boa notícia”, que vem com “dois anos de atraso”, o que teve “consequências e prejuízos”.

O primeiro-ministro já se tinha pronunciado na semana passada em relação ao tema. Com o ritmo de crescimento da procura “não há outra solução que não seja a do Portela + Montijo e muito brevemente estarão concluídas as negociações com a ANA”, afirmou António Costa na passada quinta-feira.

Este artigo tem1 comentário

  1. luís pereira

    Este governo da geringonça demorou 3 anos !!! a concluir o que Portugal sabia há 3 anos !!! é muita incompetência e tempo perdido por este MINISTRO TRANSPORTES PEDRO MARQUES por estas e tb outras desgovernações demitam-no imediatamente, Portugal desde 2017 que perde 1 milhão de turistas em cada ano por não tem outra pista na sua capital Lisboa !