A ANA-Aeroportos de Portugal vai elaborar para o governo de Cabo Verde uma proposta de modelo de gestão dos aeroportos do país, avança a imprensa local.

Cabo Verde - Aeroporto de Praia

O contrato, assinado na passada segunda-feira na cidade da Praia, prevê que a ANA apresente, num prazo de 60 dias, um estudo prévio e uma análise da situação actual da gestão das infra-estruturas aeroportuárias. Depois, a empresa portuguesa terá mais 90 dias para propor um novo modelo de gestão

José Luís Arnaut, presidente da Assembleia-Geral da ANA, citado pelos media cabo-verdianos, disse que o objectivo é apresentar “um modelo para fazer crescer o movimento nos aeroportos, atrair voos mais baratos, companhias de baixo custo, desenvolver uma plataforma com a companhia aérea de bandeira TACV e trazer turismo.”

Já o ministro cabo-verdiano das Finanças, Olavo Correia, disse ser necessário mudar o modelo de governação das empresas estratégicas do país, casos da Aeroportos e Segurança Aérea, Transportes Aéreos de Cabo Verde, Empresa Nacional de Portos e Electra – Empresa de Electricidade e Água.

A ANA é controlada pela Vinci, quinta maior concessionária mundial de aeroportos.

Tags:

Comments are closed.