O plano de desenvolvimento das infra-estruturas ferroviárias de Angola prevê o estabelecimento de seis ligações internacionais com os países vizinhos.

O Ministério dos Transportes de Angola tenciona interligar, via ferroviária, todas as províncias do país entre si e com os países fronteiriços até 2012, avançou à “Angop” o vice-ministro para a área Ferroviária, João Kuvíngua.

Para este ano está prevista a conclusão da reabilitação do Caminho-de-Ferro de Luanda. Em 2011 será a vez do Caminho-de-Ferro de Moçâmedes e em 2012 será o Caminho-de-Ferro de Benguela, declarou João Kivíngua.

“Com a conclusão do Caminho-de-Ferro de Benguela teremos, pela primeira vez depois da guerra, a rede ferroviária nacional ligada à rede internacional, porque estaremos conectados com dois países vizinhos, a R.D. Congo e a Zâmbia”, sublinhou o governante.

O mesmo responsável precisou que estas acções constam de um plano “master de desenvolvimento” ferroviário de Angola, de longo prazo, designado “Angoferro”, que prevê a ligação de todas as línhas ferroviárias do país aos vizinhos.

Comments are closed.