A partir de 1  de Janeiro, os transportadores rodoviários de mercadorias associados da ANTP terão à disposição uma bolsa de cargas privativa, desenvolvida em parceria com a Wtransnet.

ANTP-Wtransnet

Depois da Antram, desde o final de Setembro último, é agora a vez da Associação Nacional dos Transportadores Portugueses (ANTP) ter uma bolsa de cargas desenhada “à medida” pela Wtransnet.

Com esta ferramente informática pretende-se favorecer a colaboração entre os operadores associados da ANTP na captação de cargas e serviço aos clientes, optimizando a utilização dos recursos e, desde logo, reduzindo os percursos em vazio.

O comunicado emitido a propósito do acordo não avança pormenores sobre as funcionalidades da nova bolsa de cargas privativa, mas é provável que o modelo siga, no essencial, o desenvolvido para a Antram, em Portugal, bem como para as associações de transportadores de outros países, casos de Espanha e Itália.

Fruto da parceria estabelecida, os associados da ANTP também deverão poder aceder à bolsa de cargas paneuropeia da Wtransnet em condições vantajosas.

 

Comments are closed.