A Izzy Move, plataforma digital para táxis desenvolvida pela ANTRAL, chegou finalmente a Lisboa. Em breve estará no Porto e Algarve.

A Izzy Move, desenvolvida para “concorrer” com as “Uber”, é “a primeira aplicação de âmbito nacional”. “É a única presente em Portugal 24 horas por dia, 365 dias por ano, é possível reservar qualquer táxi, até os táxis executivos”, sublinhou Florêncio de Almeida, no lançamento na capital.

Para o presidente da associação dos taxistas, responsável pelo desenvolvimento da plataforma, que começou a funcionar em meados de 2018 em vários distritos do país, esta aplicação é sinónimo de “compromisso e serviço público”, uma vez que serve “centros urbanos e províncias”.

“Até ao final de Abril estimamos ter 3000 viaturas. Queremos reforçar os sinais positivos já dados, com mais e melhor tecnologia e vincar de uma forma clara e evidente que o táxi é essencial e está orientado para o cliente”, disse o dirigente.

De acordo com o responsável, qualquer taxista em Portugal se pode associar à plataforma, tendo como único custo 40 cêntimos por cada serviço, “um custo irrisório para manter a plataforma em funcionamento”.

“Se vier a ter rentabilidade [a plataforma], este custo [40 cêntimos] é para baixar e não para aumentar”, acrescentou, esclarecendo que será o industrial a suportar o valor e não o cliente.

Segundo Florêncio de Almeida, com a nova aplicação a ANTRAL tem também como objectivo acabar com o suplemento de chamada (80 cêntimos) –  actualmente cobrado para suportar o custo de deslocação do táxi desde a praça ao local onde o cliente se encontra -, uma vez que o cliente passará a utilizar o táxi que se encontrar mais perto da sua localização.

A aplicação Izzy Move vai funcionar em paralelo com as rádio táxis, permitindo o acompanhamento constante pelos call centers já existentes.

É possível fazer o download da aplicação para os sistemas operativos android e iOs e no website da aplicação é possível ver a cobertura que a plataforma já garante. Porto, Oeiras e Algarve serão os próximos destinos.

Tags:

Comments are closed.