É insólito mas não é inédito. A Administração do Porto de Lisboa (APL) está reduzida à presidente, Marina Ferreira, com a saída dos dois vogais, nomeados pelo Governo para outros cargos.

Marina Ferreira

O Conselho de Ministros aprovou ontem a nomeação de Nuno Sanches Osório para a administração da CP, em substituição de Isabel Vicente.

Já Andreia Ventura irá presidir ao “novo” Arsenal do Alfeite, que se manterá na esfera pública mas abrirá as suas instalações e competências também a parceiros privados.

O Conselho de Administração do Porto de Lisboa foi nomeado há cerca de dois anos. Na altura, chegou a especular-se sobre a possibilidade do Executivo nomear uma administração conjunta para os portos de Lisboa e de Setúbal. Essa opção não vingou, mas para Setúbal foram apenas nomeados dois administradores (Vítor Caldeirinha e Seixas da Fonseca), como que a sinalizar  a possibilidade de avançar mais tarde nesse sentido.

Agora com Marina Ferreira sozinha em Lisboa, o Executivo assume a intenção de nomear novos gestores em breve.

Esta não é a primeira vez que o porto da capital fica entregue a um único administrador. Mas nunca tal aconteceu tão depressa nem por acção directa da tutela.

 

 

 

This article has 1 comment

  1. luis pereira

    Não me estranha nada porque o porto de Lisboa tem 1 “gestão à deriva” há muitos anos com esta presidente, quando não se consegue maximizar as atuais instalações no segmento dos contentores (apenas 40 % do potencial dos terminais de contentores), quando parte atrasada em 2 anos na construção do terminal de cruzeiros em relação ao porto de Leixões, e ainda tem o “descaramento” de se candidatar ao novo terminal de contentores no barreiro, está tudo dito sobre a incompetência desta presidente, cham-ase “ter mais olhos do que barriga” e assim tem o que merce ou seja ficou sózinha a gerir “quase nada”